O presidente da Amurc e prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral, participou, nesta segunda-feira, 3, do ato de assinatura que autoriza a Central de Valorização de Resíduos (CVR Costa do Cacau) tratar os resíduos sólidos do município de Itabuna. O evento contou com a participação de representantes da sociedade civil de Itabuna, do Poder Legislativo e do Governo do Estado da Bahia.

Marcone relembrou a luta antiga dos prefeitos para a solução de um problema tão sério para a região, no sentido de cumprir a Lei 14.026/2020 do Marco do Saneamento Básico, que estabelece um prazo para o fim dos lixões no país. Com o apoio do Estado, a Amurc sempre reuniu com os consórcios e os prefeitos, buscando o diálogo, na tentativa de achar a solução do problema com o apoio do Ministério Público.

Todo esse processo, segundo Marcone, foi fundamental para chegar até o momento de assinatura, nesta segunda, 3. “Augusto, junto com sua competente equipe, deu o pontapé inicial a um sonho de todos os prefeitos, de cidades pequenas que não tem condições financeiras de fazer um aterro sanitário para resolver um problema que nós sofremos como gestores, que é cumprir a lei federal”.

Por: Wender Lima

Da redação do blog Tribuna de Palmira

0 comentáriosFechar comentários

Deixe um comentário