O mundo perdeu, nesta quinta-feira (29), Pelé. O maior jogador de todos os tempos morreu aos 82 anos. Ele estava internado no Hospital AlbertEinstein, em São Paulo, onde deu entrada no mês de novembro para reavaliação do tratamento de um câncer no cólon. Durante esse período, ele foi diagnosticado com uma infecçãoEinstein, em São Paulo, onde deu entrada no mês de novembro para reavaliação do tratamento de um câncer no cólon. Durante esse período, ele foi diagnosticado com uma infecçãorespiratória e, no último dia 21, o Rei do Futebol apresentou “progressão da doença oncológica”, que exigiu maiores cuidados com

disfunções renal e cardíaca.

No final de agosto de 2021, Edson Arantes do Nascimento foi encaminhado para a unidade de saúde e descobriu um câncer no cólon. Após retirar o tumor e receber alta, ele

disfunções renal e cardíaca.No final de agosto de 2021, Edson Arantes do Nascimento foi encaminhado para a unidade de saúde e descobriu um câncer no cólon. Após retirar o tumor e receber alta, eleseguiu realizando sessões de quimioterapia. O tratamento não teve o efeito desejado e o Rei não resistiu. seguiu realizando sessões de quimioterapia. O tratamento não teve o efeito desejado e o Rei não resistiu. Ele deixa a esposa, Márcia Aoki, e seis filhos, Kely, Edinho, Jennifer, e os gêmeos Joshua e Celeste e Flávia Christina. Sandra Machado, filha legitimada na justiça, morreu em

2006. 

REI DO FUTEBOL

Foi com apenas 17 anos que Pelé mostrou para o mundo que se tornaria um marco no futebol. Entre gigantes dada modalidade, o menino de Três Corações (MG), nascido em 23 de outubro de 1940, foi o principal responsável peloprimeiro título de Copa do Mundo do Brasil na história, em 1958, disputada na Suécia. Ozagueiro da seleção anfitriã Bengt Gustavsson não esperava levar o chapéu que culminaria no primeiro gol do atleta do século, eleito em 1980 pelo jornal francês L’Equipe, em uma final de mundial. O Rei ainda marcaria mais uma vez, no finzinho do jogo, consolidando a goleada de 5 a 2.

0 comentáriosFechar comentários

Deixe um comentário