Com o término dos festejos juninos, o município de Itaju do Colônia volta às suas atenções para as eleições de 2024. Não seria razoável afirmar que o processo foi atencipado, e o limite territorial da Terra da Pedra Preciosa, seja na sede, no Distrito, no campo e aldeias indígenas vive, respira e discute a sucessão municipal, que ganhará contorno de dramaticidade à medida que o pleito vai se aproximando. Sendo assim, de acordo com informações obtidas pela nossa redação, nos próximos dias uma pesquisa eleitoral irá a campo para aferir a opinião dos eleitores itajuenses, e sua tendência através de dados cientificos, para saber em quais mãos colocará a caneta da maior autoridade municipal, e consequentemente quem irá conduzir os destinos do nosso município apartir de janeiro de 2025. Especulações não faltam. A começar pelo governo que bate cabeça para definir um possível nome para vice do pré-candidato a prefeito Elder Fontes. Entretanto já é público e notório que atual vice-prefeito Juscelino Pires e o atual Presidente do Legislativo Municipal itajuense Capela, disputam a vaga. Vale lembrar que o atual vice-prefeito Juscelino Pires bem articulado, emergiu-se e ganhou musculatura. A pergunta que não quer calar. Como o governo fará para acomodar essas duas figuras pragmáticas no mesmo grupo? Façam suas apostas. Vale ressaltar que o pré-candidato a prefeito Valério Aguiar lidera todos os cenários para a sucessão municipal de 2024.

Por: Wender Lima

Da redação do blog Tribuna de Palmira

0 comentáriosFechar comentários

Deixe um comentário