O ex-senador e candidato a vice na chapa de Aécio Neves (PSDB) na eleição de 2014, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), rebate suspeitas levantadas pelo presidente Jair Bolsonaro sobre a disputa daquele ano.

À Folha de S. Paulo, ele diz que “a eleição foi limpa, nós perdemos porque faltou voto” e que os tucanos não foram derrotados por fraude.

Nesta quarta-feira (7), Bolsonaro disse ter um levantamento “feito por gente que entende do assunto” que indicaria a vitória de Aécio na eleição. O presidente chegou a declarar, sem provas, que o candidato do PSDB foi eleito em 2014. A fala foi em entrevista à Rádio Gauíba.

Na eleição, Dilma Roussef (PT) foi reeleita com 52% dos votos. Aécio ficou com 48%, com cerca de 3,5 milhões de votos de diferença.

“É evidente que ele não tem prova nenhuma, porque não houve fraude”, rejeita Nunes Ferreira.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Aécio Neves não quis comentar as declarações do presidente e afirmou que a discussão sobre urna eletrônica e voto impresso ficou “contaminada pelo radicalismo dos discursos”.

Por: Wender Lima

Da redação do blog Tribuna de Palmira

0 comentáriosFechar comentários

Deixe um comentário